Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens com a etiqueta ENCONTRO DO SÉCULO

ENCONTRO DO SÉCULO - Cap. 012

No capítulo anterior... Beija aceita as condições do Ouvidor e se torna “esposa” dedicada O casal vive dias de harmonia e o jantar de despedida é um sucesso Padre Melo Franco comunica que já vendeu as terras de Beija O Ouvidor parte com sua comitiva Beija teme por seu futuro sem a proteção do Ouvidor CAP. 12 Severina abraça a patroa e a consola SEVERINA: A Sinhá não tem o que temer. Hoje é uma mulher rica e todo mundo respeita o dinheiro, a posição social. BEIJA: Tomara que você esteja certa, Severina, tomara. Motta também me disse a mesma coisa, mas tem horas que fico tão insegura... SEVERINA: Eu estarei sempre do seu lado, Sinhá e não deixarei que ninguém lhe faça mal... E agora vamos, que precisamos arrumar nossa mudança também... UMA SEMANA DEPOIS... A mudança está toda acomodada nos carros de boi. Apenas alguns objetos de uso necessário ainda estão dispersos. Uma pequena fila de pessoas necessitadas se forma na porta do palacete. Beija e Severina comandam a distribuição das trouxas de roupa,…

ENCONTRO DO SÉCULO - Cap. 011

CAP. 11
Beija caminha pelo quarto, pensa por alguns instantes. BEIJA (voltando-se para ele): Está bem, Motta. Voltarei a fazer o papel de esposa nesses últimos dias. Afinal de contas, não há nenhum sacrifício nisso. MOTTA: Ótimo. Fico satisfeito com a sua decisão. Será bem melhor para nós dois que o clima nesta casa seja de paz e tranqüilidade. Mota segura e beija suas mãos. Em seguida se retira. Beija se dirige à janela e fica observando a praça de frente ao palacete, com o olhar distante. Horas mais tarde, na sacristia da Paróquia... BEIJA: Alguma novidade nos negócios, Padre? PADRE: Sim, minha filha. Já negociei suas terras e também as minas de diamante. Ainda nesta semana o comprador irá lhe procurar no palacete para pagar e assinar as escrituras. BEIJA: Melhor assim. Não quero negócios pendentes. Aqui nessa terra só tive desgosto. Não pretendo voltar nunca mais. PADRE: Não diga isso, Beija. Aqui você aprendeu muitas coisas, cresceu como pessoa, fez muitos amigos... BEIJA: Perdão, Padre. O …

ENCONTRO DO SÉCULO - Cap. 010

CAP. 10 Antes que Motta arrebente a porta, Beija abre. Depois caminha para a janela, dando-lhe as costas. MOTTA: Precisamos conversar, Dona Beija. BEIJA (indiferente): Não tenho nada para falar como senhor, Dr. Ouvidor. MOTTA: Temos sim, e muito. Nós estamos no meio de um processo de separação e muitos detalhes precisam ser resolvidos. BEIJA: Decida como quiser. Não é sempre assim? O senhor toma todas as decisões e aos demais não lhes resta outra alternativa senão acatar a vontade do senhor Ouvidor? MOTTA: Pelo visto o que Padre Melo Franco lhe disse entrou num ouvido e saiu no outro... Beija se lembra da conversa onde o Padre lhe recomendou que não desafiasse o Ouvidor, para que não perdesse as benesses financeiras. BEIJA: Então o senhor quem mandou o Padre aqui? MOTTA: Não. Falei com ele na saída, porque realmente estava preocupado com o seu bem estar. BEIJA: Entendo... (voltando-se para Motta, mudando o tom) Está bem. E o que quer discutir comigo? MOTTA: Em primeiro lugar precisamos marcar u…

ENCONTRO DO SÉCULO - Cap. 009

No capítulo anterior... Beija se desculpa com os convidados e se tranca no quarto Motta se desculpa, cancela o jantar e marca outro em nova data Padre Melo Franco convence Beija a não desafiar Motta Beija diz que não abrirá mão de ir para a Corte CAP. 9 Padre Melo Franco aproveita para tomar o café da manhã com Beija, no quarto, e a conversa se prolonga por quase toda a manhã... Enquanto isso, numa fazenda nos arredores de São Domingos dos Arachás... CECI: Damiana acabou de passar um café fresquinho... SAMPAIO: Eu aceito... (pausa) Acabei de ouvir uma coisa no arraial que me deixou preocupado: o Ouvidor está de partida para o Rio de Janeiro... CECI: E o que nós temos a ver com isso? SAMPAIO: Oras... Se o Ouvidor voltar para o Rio de Janeiro, Beija pode voltar para o Araxá... Não lhe parece óbvio? CECI: Deus me livre e guarde! Não diga isso nem de brincadeira... SAMPAIO: Nós sabemos que Dr. Motta é casado, tem família... Não há de levar uma rameira para viver com ele na Corte... CECI: Tem razão, m…

ENCONTRO DO SÉCULO - Cap. 008

No capítulo anterior... Beija humilha Motta na frente dos convidados Motta dá-lhe uma bofetada Beija puxa a toalha da mesa quebrando as taças e atirando a prataria ao chão CAP. 8 Beija recompõe o vestido e os cabelos. BEIJA: Meus amigos, me desculpem, mas não pude me conter diante de tamanha injustiça. Boa noite a todos. (e sobe as escadas) MOTTA (se dirigindo a todos): Senhoras, senhores, diante desse episódio lamentável, creio que não há mais clima para nada. Peço desculpas a todos e um novo jantar será marcado, para que possamos nos despedir em paz. Vocês serão avisados oportunamente. Uma boa noite a todos. Os convidados se retiram, pasmos com tudo que presenciaram. Nos dias seguintes não se fala em outra coisa em Paracatu do Príncipe... No dia seguinte, no salão do palacete... SEVERINA: Dona Beija está trancada no quarto e disse que não quer falar com ninguém, até o dia da sua partida. PADRE: Diga-lhe que é o Vigário, seu grande amigo, que quer lhe falar. Implore... SEVERINA: Está bem, Padre.…

ENCONTRO DO SÉCULO - Cap. 007

No capítulo anterior...
Motta e Martins mudam de assunto e Beija não percebe que falavam dela. Senhoras do arraial falam mal de Beija Motta anuncia que não levará a amante para a Corte CAP. 7 Os olhos de Beija parecem faiscar de tanto ódio. Ela perde o controle e arma um escândalo na frente de todos os convidados. BEIJA (incrédula): Como assim, Dr. Motta? O senhor não me levará para Rio de Janeiro? MOTTA: Não, Beija. Definitivamente, não. BEIJA (alterada): Canalha! Ordinário! Você sabia desde o primeiro momento que não me levaria e deixou para anunciar isso aqui, na frente de todos, para me humilhar mais uma vez, não é isso, Senhor Ouvidor? MOTTA: Não é nada disso Beija. Eu já lhe expliquei uma dezena de vezes os motivos pelos quais não posso levá-la comigo... Por favor... PADRE MELO FRANCO: Beija, minha filha, esse assunto já não estava resolvido? Você não acha melhor deixar isso para outra oportunidade? Vamos jantar em paz... MOTTA: O vigário tem toda a razão... Mas ela não se convence... BEIJA:…

ENCONTRO DO SÉCULO: Cap. 006

No capítulo anterior... - Severina tenta explicar ao patrão a ausência de Beija - A patroa aparece a tempo de se explicar - Beija acredita no amor de Antonio Sampaio e cogita voltar para Araxá - Motta conversa com substituto. Falam de Beija na Corte. Ela os surpreende CAP. 6 BEIJA: Senhores, permita-me interrompê-los, mas o jantar está servido... MOTTA: Obrigado, Beija, já estamos a caminho. BEIJA (percebendo o constrangimento deles): Espero não ter atrapalhado a conversa... MARTINS: Imagine, Dona Beija, falávamos de política, de rotina... Coisas absolutamente sem importância... BEIJA: Mas política é muito importante. É um de meus assuntos prediletos... Pena que a oportunidade não nos permita... MARTINS: Realmente, é uma pena. Mas espero ter outras oportunidades para conhecer o que pensa Dona Beija... Soube até que a senhora alterou o mapa das Minas Gerais... BEIJA: O povo diz isso, mas Motta poderá lhe explicar melhor... MOTTA (se desvencilhando): Em outra oportunidade, certamente... BEIJA (retir…

ENCONTRO DO SÉCULO: Cap. 005

No capítulo anterior... - Severina avisa Beija que um escravo quer lhe falar - Bastião conta que Antonio Sampaio esteve rondando o arraial - Motta dá falta de Beija e pressiona Severina CAP. 5 Severina fica apurada com a pergunta do patrão, mas antes que diga algo, Beija desce as escadas e caminha na direção deles. SEVERINA: Lá está ela, Sinhô... MOTTA: Por onde andava Dona Beija? BEIJA: Precisei subir aos meus aposentos para resolver um pequeno probleminha. Coisas de mulher, Senhor Ouvidor. Creio que compreenda. MOTTA: Peço que não se afaste, pois logo serviremos o jantar... BEIJA: Já estou aqui, não estou? O ouvidor se afasta. SEVERINA: Essa foi por pouco... Ele veio me perguntar e eu não sabia o que dizer... BEIJA: Já passou... Fique tranquila. (ansiosa e feliz) Imagine você que o escravo veio me contar que Antonio esteve aqui em Paracatu à minha procura... SEVERINA (incrédula): Veio? E como não ficamos sabendo? BEIJA: Não sei, ainda não entendi... O escravo me disse que ficou quase uma semana na…

ENCONTRO DO SÉCULO: Cap. 004

No capítulo anterior... - Beija está feliz com a realização do jantar - A escrava Severina se emociona com a consideração da patroa - Motta cobra de Padre Melo atitudes para convencer Beija a voltar para Araxá CAP. 4 Beija está radiante, feliz como nunca. Depois de descer garbosamente as escadas, cumprimenta os convidados com largo sorriso, um a um. Motta e Padre Melo Franco também adentram o salão e cumprimentam os presentes. Pouco depois Severina se aproxima da patroa, meio sem jeito e fala ao seu ouvido. SEVERINA: Sinhá, tem um negro nos fundos do palacete que insiste para falar com Dona Beija. BEIJA: E o que quer este infeliz, não disse? SEVERINA: Disse que só fala se for para a Sinhá e que é assunto de seu interesse. BEIJA: Peça-lhe para voltar outro dia. Hoje estou ocupada. Preciso dar atenção aos convidados. SEVERINA: Ele disse que veio de longe e que não poderá voltar outro dia. BEIJA: Está bem. Você acha que alguém confiável? SEVERINA: Negro a gente nunca sabe, né, Sinhá... Elas voltam pa…

ENCONTRO DO SÉCULO: Cap. 003

No capítulo anterior... - Beija acredita que Motta a levará para a Corte - Padre Melo Franco tenta convencê-la a voltar para Araxá - Beija ordena ao padre que venda suas propriedades CAP. 3 O Ouvidor promove um grande jantar de despedida no palacete. Beija se apronta no quarto. SEVERINA: A sinhá está linda como nunca, parece uma daquelas damas das figuras francesas... BEIJA: Quero estar linda mesmo, Severina, porque nesse jantar certamente o Motta comunicará a nossa ida para o Rio de Janeiro. SEVERINA: Fico alegre pela Sinhá, mas triste porque não poderei ir junto... BEIJA (interrompendo a colocação da tiara de diamantes): Como assim, Severina? É claro que você irá também! Eu jamais partiria para qualquer lugar que fosse sem levar minha fiel escrava... Aliás, você é muito mais amiga que escrava... Você e como se fosse os meus olhos, afinal sou analfabeta e é você que lê tudo para mim... Severina se emociona, Beija a abraça. SEVERINA: Só de pensar que a Sinhá poderia partir, me dá um aperto no co…

ENCONTRO DO SÉCULO: Cap. 002

No capítulo anterior... - Motta comunica seu retorno ao Rio de Janeiro
- Beija fica furiosa porque quer ir junto, mas o Ouvidor se recusa a levá-la - Diante de sua insistência, Motta concorda em pensar no assunto CAP. 2 Beija caminha com Padre Melo Franco (45 anos, magro, simpático), seu confessor, pelas minas de diamante. BEIJA: Padre, o Motta ficou de pensar com carinho na minha ida para a Corte. E se ele ficou de pensar, tenho certeza que me levará com ele... PADRE: Beija, não se iluda... Não estou seguro de que sua ida para a Corte seja o melhor para você... Veja bem: aqui nas Minas Gerais você é conhecida, rica e famosa como a “moça do ouvidor”. Lá você será apenas mais uma na multidão... Uma desconhecida... BEIJA: Isso por pouco tempo, Padre. O senhor acha que serei uma desconhecida depois que conhecer o Príncipe Regente? PADRE: Ah... Então é esse o seu objetivo, conhecer Dom Pedro... BEIJA: Eu posso me tornar uma rainha... Já pensou: Beija, a rainha do Brasil? PADRE: Filha, seja realist…

ENCONTRO DO SÉCULO: Cap. 001

CAP. 1 ARRAIAL DE PARACATU DO PRÍNCIPE/MG - 1817
Beija anda ansiosa de um lado para outro do vasto salão do palacete, enquanto o Ouvidor* Motta, sentado na escrivaninha, relê a carta que acabara de receber de D. João VI. BEIJA: Você não pode fazer isso comigo, Motta! Não posso retornar a Araxá. Serei enxotada de lá como um cão sarnento! MOTTA: Beija, são ordens de D. João VI: tenho de retornar ao Rio de Janeiro. E você sabe muito bem que não posso levá-la comigo. Sou um homem casado, pai de muitos filhos... Não ficaria bem para um Ouvidor d’El Rei boatos maldosos circulando pela Corte. BEIJA: E eu, como fico nessa história? Você me raptou aos 15 anos de idade, matou o meu avô que era a única pessoa que eu tinha no mundo, me fez perder o meu noivo que tanto amava, perder minhas amigas... Agora, apenas dois anos depois você me abandona? O que será de mim? MOTTA: Sei muito bem o mal que te causei. Já pedi perdão uma centena de vezes... Infelizmente pelo que já passou não posso fazer nada, não …

ENCONTRO DO SÉCULO: Nova Web-Novela

Vem aí a novela web-novela de Marcos Silvério